Conselho Nacional de Justiça garante atendimento a cidadãos sem acesso à internet

Diversos brasileiros ainda não possuem acesso à internet e tecnologia, dificultando a possibilidade de ter conhecimento sob seus direitos e também sobre os serviços prestados pelo Poder Judiciário.

Diante desta realidade e considerando a crise pandêmica e sanitária, o Conselho Nacional de Justiça decidiu aprovar o ato normativo que determina aos tribunais brasileiros a disponibilização de um servidor em trabalho presencial, como forma de atender aos cidadãos que necessitam deste auxílio, oferecendo estrutura com o objetivo de garantir acesso à justiça e encaminhamento digital de requerimentos. Também foi concebida a possibilidade de audiências de conciliação, instrução e julgamento nas modalidades presenciais e mistas, considerando a importância de agendamento de horários para evitar aglomerações, e assim, melhor distribuição do fluo de pessoas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *