Alguns cuidados a serem tomados na hora da Recuperação de Crédito

É muito importante analisar todo o histórico do cliente antes de tomar qualquer decisão

Não é novidade que o isolamento social trouxe alguns prejuízos aos grandes e pequenos empresários, em relação a inadimplência. E este percentual ainda vem crescendo, devido ao alto índice de desemprego e a lenta retomada da economia.

Diante deste cenário, as empresas precisam estar atentas minimizar uma perda ainda maior de capital de giro por falta de adimplemento. E um dos caminhos é analisar quais as estratégias a serem tomadas nas ações para recuperar os créditos dos consumidores, uma vez que, passada a dificuldade financeira, o ideal é manter o relacionamento, para que aquele consumidor volte a consumir os produtos e serviços que a empresa oferece.

O melhor cenário é agir preventivamente. Seguem alguns pontos fundamentais para uma maior segurança na relação comercial estabelecida:

  • Realize uma boa análise de crédito: Antes de fechar negócio, deverá ser realizada uma análise minuciosa, avaliando com mais detalhes as informações sobre seus consumidores. Desta forma, a venda poderá ser concretizada com maior segurança, buscando uma maior garantia de pagamento e minimizando surpresas futuras;
  • Tente negociar com o seu cliente: É importante verificar o histórico do seu cliente e o valor devido, antes de tomar qualquer decisão, como também entrar em contato para entender melhor o cenário. Em alguns casos, o cliente pode apenas ter esquecido de realizar o pagamento ou não recebeu a cobrança, devido a alguma inconsistência, sendo fácil a resolução. Caso ele esteja passando por um problema financeiro pontual, que impossibilitou o pagamento, estender o prazo ou dar condições de parcelamento poderá solucionar, sem que seja necessário a negativação.

Passada as etapas de tentativas mais personalizadas de negociação, e até mesmo cobranças extrajudiciais mais incisivas, chega o momento da decisão de como aquele crédito pendente vai ser tratado. Uma alternativa muito válida e interessante é o ajuizamento para recuperação de crédito, no entanto, uma boa e fundamentada recuperação de crédito judicial depende de vários critérios-chave, incluindo:

  • Análise detalhada do devedor: Avaliar a situação financeira e capacidade de pagamento do devedor é fundamental para determinar a abordagem adequada.
  • Estratégia legal sólida: Ter uma estratégia legal bem fundamentada é essencial para ganhar o caso e garantir que o devedor cumpra com suas obrigações.
  • Documentação completa: Manter registros precisos e documentação completa é crucial para fundamentação do caso.
  • Negociação eficaz: Tentar negociações extrajudiciais pode ser vantajoso para ambas as partes, mesmo nesta fase, o acordo por der uma alternativa muito interessante.
  • Avaliação de garantias: Se houver garantias envolvidas, é importante avaliar sua validade e valor para garantir a melhor recuperação possível.
  • Acompanhamento diligente: Monitorar o progresso do caso e agir prontamente em caso de atrasos ou não conformidades é crucial para o sucesso.
  • Considerar a solvência do devedor: Avaliar previamente se o devedor tem ativos suficientes para cobrir a dívida é importante para determinar a viabilidade da recuperação.

É importante lembrar que o sucesso de ações judiciais de recuperação de crédito no Brasil pode variar significativamente de caso para caso e depende de diversos fatores, incluindo a natureza da dívida, a solvência do devedor, a qualidade da documentação, a estratégia legal e o sistema judicial local. Portanto, não existe um percentual de êxito único que se aplique a todas as situações.

O planejamento e a análise são primordiais para execução do processo. “Geralmente ações judiciais de recuperação de crédito tendem a ter resultados positivos quando a dívida é claramente documentada, há evidências sólidas de que o devedor está em falta, mas possui capacidade de pagamento, e a escolha da estratégia adequada”, explicou o CFO do escritório Rueda & Rueda Advogados, Ricardo Leite.

Não existe um percentual de êxito geral nessas ações pois, cada caso é único, e muitos fatores podem influenciar o resultado, por isso devem ser analisados de forma personalizada.

“Em alguns casos, mesmo com todas as condições favoráveis, a recuperação total pode ser difícil devido a circunstâncias processuais. Por isso buscar ajuda especializada é uma alternativa mais apropriada para avaliar cada ponto específico e a probabilidade de sucesso”, concluiu Ricardo.

Fonte: Associação Comercial de Pernambuco


* Ricardo Leite – Graduou-se em Administração de Empresas, pela Universidade Estadual do Vale do Acaraú – Sobral – CE, pós-graduado em Marketing pela Escola Superior de Marketing e Propaganda ESPM-SP, com MBA em Controladoria e Custos pela Universidade Estadual de Pernambuco -UPE e pós-graduação em Gestão de Negócios pela Fundação Dom Cabral, atuando também como coordenador do PAEX (Parceiros para excelência da Fundação Dom Cabral). Possui experiência de 21 Anos no mercado financeiro, 7 anos no segmento bancário e atuando também como Gestor Financeiro e Controller, em diversos segmentos da economia, tais como, Construção Civil, Distribuição de Alimentos, Industria de Alimentos Publicidade e Propaganda, Empresas de software e Clínicas Médicas. Nos dias de hoje, Ricardo atua como CFO do escritório Rueda & Rueda Advogados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *