AMB Mulheres levanta pauta sobre igualdade de gênero em bancas de ingresso à magistratura

Por Redação do Rueda News

A AMB Mulheres apresentou este mês durante reunião, em companhia da Dra. Maria Cristiana Simões Ziouva, supervisora da Política Judiciária Nacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, ofício ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) solicitando a paridade de gênero nas bancas de ingresso à magistratura.

A diretora da AMB mulheres, Domitila Manssur, chamou atenção também para a necessidade de discussão sobre a participação feminina nos tribunais eleitorais.

“A participação na cúpula é muito pequena e, quando se fala em magistradas, menor ainda, o que deve ser analisado com bastante cuidado, em busca de soluções”, relata Domitila. Ficou acordado que o assunto será pautado já na primeira reunião da diretoria no segundo semestre, com desenvolvimento de plano de trabalho.

Além das pautas citadas, a diretoria também trouxe a campanha Sinal Vermelho, que vem recebendo força de lei em território nacional e iniciativas, assim como o marco histórico que a Lei Maria da Penha representa para o Brasil,  que completa 15 anos desde que foi sancionada.

Luciane Cardoso Barzotto, Graziela Queiroga Gadelha, Helena Coelho e Lavínia Coelho, juízas e membras do AMB Mulheres, discutiram estratégias sociais para dar novas oportunidades às mulheres que buscam ajuda.

Com previsão de lançamento para 6 de setembro, o e-book da AMB Mulheres tem como missão estimular a pesquisa e reflexão sobre o tema “Eu tenho certeza que esse e-book será um marco na atuação da AMB Mulheres e representará um registro histórico das ações da AMB”, comentou a diretora. A iniciativa também é cumprimento da Resolução nº 255/2018 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que institui a Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário.

 

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *